InfoBee Com aumento de mais de 120%, Tocantins se destaca e registra a maior produção de mel do país - InfoBee
InfoBee
E-mail de contato

contato@infobeebr.com.br

Telefone de contato

(91) 3204-1050

Com aumento de mais de 120%, Tocantins se destaca e registra a maior produção de mel do país

Data: 14/11/2022 - por Gazeta do Cerrado

A produção de mel no Estado do Tocantins, saltou de 93 para 205 toneladas, representando um crescimento de 120,06%.

Produção de mel – Foto – Governo do Tocantins/Divulgação

A Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), demonstrou que a produção de mel no Estado do Tocantins, registrou em 2021 um crescimento de 120,06% em relação a 2020, saltando de 93 para 205 toneladas no período analisado. Esse crescimento reposicionou o Tocantins no ranking nacional de produção de mel, ultrapassando os estados de Roraima e Rondônia, saindo da 22ª para a 20ª posição. Esse incremento na produção, propiciou também, um aumento na participação da produção nacional, anteriormente o Tocantins era responsável por 0,18% da produção, atualmente responde por 0,37% da produção nacional, uma variação de aproximadamente 105%.
A Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços (Sics), através da Gerência de Sistemas Produtivos, foi responsável pela elaboração do Plano de Expansão do Setor Apícola Tocantinense, o documento reuniu uma série de levantamentos de dados sobre a apicultura no Estado, com análise do mercado de produtos apícolas, demonstrando a demanda não atendida e a necessidade de expandir a produção para atender essa demanda. A partir da análise destas informações, os técnicos do Governo do Estado e empresários do setor, traçaram uma estratégia para alavancar a produção de produtos apícolas tocantinenses. Após um ano no lançamento oficial desse estudo, o setor apícola tocantinense comemora os resultados
Segundo o Gerente de Sistemas Produtivos da SICS, Marcondes Martins, esses resultados já são frutos das ações propostas pelo Plano de Expansão do Setor Apícola Tocantinense.
“A Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços (SICS), em parceria com Instituto de Desenvolvimento Rural (RURALTINS), vem desenvolvendo uma série de ações de desenvolvimento do setor apícola, a estratégia traçada no plano de expansão, prevê duas vertentes, a primeira é organizar e estruturar as associações de apicultores, para que consigam evoluir para cooperativas e a segunda, promover um sistema de integração entre apiários e apicultores que não queiram ou não possam fazer investimentos diretos, os apiários assumem boa parte do investimento inicial através de comodato e os apicultores entram com disponibilização de áreas e se responsabilizam pela alimentação das abelhas e coleta dos produtos, ao final de cada ciclo, a produção é dividida”, explicou o gerente.
Para o gestor da Sics, Carlos Humberto Lima, a estratégia proposta pelo Plano de Expansão é inteligente e o Estado tem os parceiros necessários para colaborar na implantação das ações previstas.
“O Governo do Estado, por meio do Programa de Impulsionamento da Indústria, Comércio e Serviços – PICS, já tem vários projetos em curso, com recursos aprovados, como é o caso do Censo Apícola que irá traçar um perfil da produção, dos apicultores e do pasto apícola mapeando sua ocorrência e concentração; outro projeto é uma parceria entre SICS e SECIJU que prevê a estruturação de oficinas de marcenaria em três penitenciárias no Estado para produção de colmeias, com intuito de disponibilizar aos apicultores, insumos produzidos no próprio Tocantins, a preço mais competitivo que ofertados pelo mercado, reduzindo assim o investimento inicial do apicultor”, explicou o secretário.
Sobre o Plano de Expansão do Setor Apícola Tocantinense
O plano visa contribuir com a geração de novas oportunidades de negócios para os pequenos produtores rurais, através da integração ao sistema produtivo de áreas da propriedade que são destinadas para reserva legal ou área de proteção permanente (APP), já que essas áreas têm restrições para prática de atividade agropecuárias, porém, servem de pasto apícola para as abelhas.
O objetivo é aumentar a produção atual de mel do Tocantins em cinco vezes até 2030, com o aumento na produtividade e consequente incremento no faturamento do setor apícola do Estado. O plano já está em fase de implantação com frentes em vários municípios, inicialmente o piloto está sendo rodado na região do Bico e Meio Norte, com previsão de investimento direto pelo capital privado, da ordem de R$ 8 milhões de reais, para a implantação de 10 mil colmeias. Após essa etapa, as ações se estenderão as demais regiões do Estado.
Outro objetivo a ser alcançado é melhorar o padrão genético dos exames e aperfeiçoar as técnicas de manejo praticadas pelos apicultores para elevar a produtividade e consequentemente a produção, estruturando entrepostos e apiários no Estado aptos a exportação para diversificar a pauta de produtos exportados a partir do Tocantins, hoje baseada em grãos, carnes e derivados.
Fonte – Secom Tocantins